Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

Sex | 29.10.21

Caminho Português de Santiago - Valença - O Porriño

RP

Aproveitei as minhas férias para voltar ao Caminho.

O último tinha sido em 2018 e, confesso, que já estava mesmo a necessitar.

Apesar de já ter feito 4 caminhos, incluíndo esta variante em 2016, desta vez fui sozinha.

Foi uma experiência que gostei bastante, a de estar na minha própria companhia. 

Durante os próximos dias partilho algumas fotos que fui tirando de cada etapa. 

Hoje mostro o dia 1, o percurso de Valença a O Porriño.

1.jpg

8.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

9.jpg

 

Qui | 28.10.21

"Chegar a casa"

RP

"Marta acaba de ouvir a frase que mais temia do seu marido Cayetano: "Acho que isto já deu o que tinha a dar". Quinze anos de casamento, dois filhos, uma casa paga ao banco e a rotina a que Marta costumava chamar de felicidade. Cayetano, Ceo de uma empresa de telecomunicações, pediu o divórcio e todos os sinais que Marta ignorou ao longo de meses, fazem agora sentido: foi trocada por uma manicure mais nova, Lola. Marta decide pedir a demissão e mudar-se com os filhos para a terra dos pais, Arcos de Valdevez, no Norte do país."

Comcecei a ver a série por mera curiosidade e foi das produções portuguesas que mais gostei ultimamente.

Eu sei que é cheia de clichés, mas aposto que todas nós, em alguma fase da nossa vida, já nos revemos um pouco na Marta.

Qua | 27.10.21

"O Ladrão de Tatuagens"

RP

IMG_20211025_161523.jpg

Quem me vai lendo por aqui sabe que sou dada à leitura e que tenho um fraco por thrillers e policiais. Assim sendo, hoje trago de sugestão, a minha última leitura, o livro "O Ladrão de Tatuagens", de Alison Belsham.

Segundo a sinopse "Um corpo encontrado em Brighton, dentro de um contentor, é uma má notícia. Mas é também uma oportunidade única para um polícia ambicioso, recém-promovido, mostrar aos seus superiores que a confiança que nele depositaram tem toda a razão de ser. Para tal, o inspetor Francis Sullivan tem de resolver o crime a todo custo num desafio levantado por um dos serial killers mais maquiavélicos do país. A peça-chave da investigação tem um nome, Marni Mullins, a tatuadora que encontrou o cadáver e que conhece a estranha alquimia do sangue e da tinta. Mas Marni tem um passado tempestuoso e muitas razões para desconfiar da justiça."

Nunca tinha lido nada da autora então estava completamente "às cegas". Algumas críticas ao mesmo que fui vendo aguçaram-me a curiosidade. Não vou dizer que foi dos melhores livros que li, aliás desde a saga Millenium todos me ficam um pouco aquém, não obstante isso, a leitura é cativante.

Gosto do facto de ser um policial mas a investigação não ser feita apenas pelos personagens pertencentes à justiça. Há uma boa dinâmica entre os protagonistas e a personagem da tatuadora está bem construída, sendo a "heroína" mas sem o passado imaculado que se atribui às pessoas "boas".

O desfecho, ao contrário do que se pode achar no início, não é assim tão previsível, sendo que, quando se acha que finalmente se apanhou o culpado a história ainda tem muito para nos dar e surpreender.

"O Ladrão de Tatuagens" não desilude. Nem sequer os leitores habituados a uma boa dose criminal. E pode ser uma boa sugestão para os que se querem iniciar no mundo da leitura.

Seg | 11.10.21

Limpezas...

RP

"Você tem o hábito de acumular objetos inúteis, acreditando que um dia, quem sabe, você vai precisar deles?
Você tem o hábito de acumular dinheiro, mas não o gasta porque acha que no futuro fará falta?
Você tem o hábito de guardar roupas, sapatos, móveis, utensílios domésticos e outras coisas de casa que você não usa há muito tempo?
E dentro de você?
Você tem o hábito de conservar censuras, revoltas, tristezas, medos, ressentimentos e muito mais?
Não faça isso...
Você deve deixar um espaço, um vazio, para que coisas novas entrem na sua vida.
É necessário que você descarte todas as coisas inúteis que estão em você e em sua vida, para que a prosperidade possa chegar.
A força desse vazio é que vai atrair e absorver tudo o que você quer.
Enquanto você está, fisicamente ou emocionalmente, carregando sentimentos velhos e inúteis, não terá espaço para novas oportunidades.
Os bens devem circular.
Limpe as gavetas, armários, sala, ferramentas, garagem. Dê o que você não usa mais.
Não são eles que estagnam sua vida... mas o significado da atitude de manter esses objetos preservados...
Quando você armazena, você considera a possibilidade de fracasso. Você acredita que amanhã vai faltar, e que você não terá nenhuma maneira de cobrir essa necessidade.
Com esta ideia, você está enviando duas mensagens ao teu cérebro e tua vida: você não confia no amanhã e você acha que o novo não é o melhor para você, porque você se alegra com coisas velhas e inúteis.
Livre-se do que já perdeu a cor e brilho. Deixe o novo entrar em sua casa... e dentro de si mesmo..." Joseph Newton

Pág. 1/2