Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

Qua | 25.03.20

Abandonados

RP

Resende por estes dias está nas bocas de todo o país.

Infelizmente o COVID-19 apareceu, logo nos piores lugares para a propagação, um lar de idosos.

Não tenho familiares como utentes na Santa Casa da Misericórida de Resende mas o profissional de saúde, enfermeiro, que tem aparecido em tudo o que é meio de comunicação social, é um dos meus amigos mais chegados. Está a ser sobrecarregado, para conseguir substituir os 32 colegas que foram de quarentena, com turnos de 24 horas. E quase em burn-out.

Tenho também família lá a trabalhar e a minha amiga e comadre, mãe do meu afilhado de um ano. Todos a trabalhar exaustivamente em prol de não tentar tornar o cenário pior que o que já está. Assim como o Município, a Proteção Civil, e outras entidades. Mas todos os esforços estão a ser poucos. Ontem à noite já noticiamos 22 infetados, sendo 5 funcionários, e 1 vítima mortal. E prevejo que vá aumentar de tamanho porque ninguém está a conseguir ajudar. Ninguém lhes deita a "mão".

E custa-me ver que mesmo assim ainda há pessoas aqui nas suas vidas na maior. Os idosos e funcionários daquele lar têm família que está a sofrer por eles. E o pessoal acha que o que não é com eles, não os afeta.

Tenho um bocado de receio. Não por mim mas pelos meus. Em Itália uma pessoa da idade do meu pai, que não é assim tão velho, já é segunda opção em caso de escolha para acesso a ventiladores.

Os profissionais da Santa Casa não têm quem os ajude. Sentem-se abandonados.

De quem está a viver um pouco mais de perto que o que gostaria deixo-vos o apelo:

FIQUEM EM CASA!!!!

(Para além de apelo também é desabafo... Cuidem-se!)

3 comentários

Comentar post