Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

Ter | 16.03.21

Coração

RP






"Houve um tempo em que o coração servia para não me deixar morrer, em que apenas lhe atribuía essa função, a de sobreviver. Fechei-me tantas vezes quantas aquelas que me magoaram. Criei muros, barreiras e desculpas. Procurei defeitos, afastei e muitas vezes conduzi à saída. Muitas vezes fi-lo de forma inconsciente, porque simplesmente achava que não o merecia. Porque as pessoas têm a capacidade de nos fazer sentir insuficientes. Porque não era capaz de distinguir.

Hoje eu sei que não preciso da validação dos outros para ser quem sou. Hoje eu sei que não preciso de pedir licença por existir. Já não me esforço para caber em lugar nenhum porque, convenhamos, podemos não saber onde é o nosso lugar, mas onde não é, sabemos sempre. E sim, sou das que ignora sinais e depois se arrebenta toda, mas que se levanta no momento a seguir. E nesse hiato de tempo, vivo e guardo coisas bonitas.

Se há ilusão que não tenho é a de ser imortal, então eu não quero um coração que sirva "apenas" como órgão, quero um coração que escreva memórias e guarde retratos."

 

Texto da página Chocolate não dói.






Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.