Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

Ter | 12.01.21

Livros do Isolamento#6

RP

IMG_20201215_113014_615.jpg

"Esta é a odisseia que Almeida Garrett fez pelas terras do seu país. Aí visitou as ruas e os cafés, as igrejas e os túmulos, ouvindo pelo caminho uma história de amor em tempos de guerra, vivida por Carlos, que luta pelos liberais, e sua prima, Joaninha, a menina dos rouxinóis. Neste impressionante relato sem igual na história da literatura portuguesa, o autor não deixa dúvida sobre os seus intentos: «protesto que de quanto vir e ouvir, de quanto eu pensar e sentir se há-de fazer crónica». "

Por incrivel que pareça, eu que sou uma devoradora de livros, ainda não tinha lido a obra de Almeida Garrett.

Foi oferta de um primo meu, quase há dez anos, por eu gostar de ler e de viajar. 

Eu sei que, estando habituados a todo o tipo de leitura aliciante que temos nos dias de hoje, por vezes se torna mais monótono lermos escritores de outras épocas, mesmo que tenham sido grandes autores.

No entanto, acabei por não desgostar.

Fazemos uma viagem à moda antiga, enquanto vamos através do sarcasmo próprio do escritor, vendo algumas críticas à sociedade da época.