Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

Seg | 16.03.20

"Mulherzinhas | Ford vs. Ferrari"

RP

Este ano fui uma nódoa no que aos nomeados dos Óscares diz respeito. Ando, aos poucos, a ver os nomeados que me faltam.

Recentemente consegui ver dois da categoria de Melhor Filme: Mulherzinhas e Ford vs. Ferrari.

Mulherzinhas

Quem fez parte da minha geração lembra-se bem destas 4 irmãs. Na altura da minha juventude li o livro e lembro-me de ter visto um filme (já não sei é qual) e ainda desenhos animados. Sendo assim a minha vontade em ver este filme não era tanto a curiosidade pela história mas até mais o saudosismo. 

"As "Mulherzinhas" desta história são a intempestiva Jo, a conservadora Meg, a frágil Beth e a romântica Amy, que Marmee, a mãe, fica com a responsabilidade de educar quando o marido parte para combater na Guerra Civil Americana. A apoiá-la na educação das filhas, Marmee tem a seu lado a tia March. As duas vão acompanhando a passagem de cada uma delas para a vida adulta, fazendo com que entendam o verdadeiro significado de amor, virtude e emancipação, numa das épocas mais complexas da história dos EUA."

O que mais gostei foi a forma da trama não ser seguida mas ter várias alterações no tempo quebrando assim alguma monotonia que poderia aparecer. A minha irmã favorita continua a ser a Jo, por ser a mais parecida comigo. E este filme ainda me deu de bónus o vislumbre do meu crush francês, Louis Garrel.

Ford vs. Ferrari

Relativamente ao Ford vs. Ferrari, ou Le Mans, confesso que a única motivação de ver era o estar nomeado. Admiro muito e respeito o trabalho do Christian Bale e do Matt Damon mas filmes de carros não é a minha onda. No entanto, lá lhe dei a oportunidade.

"Durante a década de 1960, a Ford resolve entrar no ramo das corridas automobilísticas de forma que a empresa ganhe o prestígio e o glamour da concorrente Ferrari, campeoníssima em várias corridas. Para tanto, contrata o ex-piloto Carroll Shelby (Matt Damon) para chefiar a empreitada. Por mais que tenha carta branca para montar sua equipe, incluindo o piloto e engenheiro Ken Miles (Christian Bale), Shelby enfrenta problemas com a diretoria da Ford, especialmente pela mentalidade mais voltada para os negócios e a imagem da empresa do que propriamente em relação ao aspecto desportivo."

O facto de ser um fime do James Mangold ajudou à minha predisposição para o ver. Retratar um caso verídico também ajuda bastante. E confesso que há uma parte da corrida em que senti a emoção, ou terá sido o perigo?, numa ultrapassagem, do Le Mans, em que não se sabia se o carro aguentaria.

Posto isto, para quem, como eu, não gosta de filmes de carros este até que merece que se lhe dê a oportunidade.