Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

21.08.20

Saudades do que não foi

RP
Hoje acordei com saudades. Saudades do que não foi. Mas poderia ter sido. Não sinto saudades do que aconteceu. Para o bem e para o mal tudo na vida tem o fim necessário. Era assim que tinha de ser, independentemente de gostarmos ou não. Mais tarde, tudo faz sempre sentido. Tenho saudades, sim, do que não aconteceu. Da história que imaginei na minha cabeça, e às vezes no coração, e que não passou disso mesmo, imaginação. Dos desfechos que idealizei e que não se concretizaram. (...)
25.03.19

Não espero nada da vida

RP
Não espero nada da vida. Tenho aprendido que não se pode esperar o que não sabemos se vem. Não se pode esperar que as situações, as pessoas e os acasos funcionem da forma que nós gostaríamos. Não se pode esperar o que não depende de nós. E mesmo o que depende há sempre acontecimentos à volta que não se controlam e que mudam todo o rumo da nossa existência.  Não espero nada da vida. Não se pode esperar o que não chega. Nem sempre quem espera sempre alcança. Talvez até (...)
13.12.18

A ti, que ainda pensas nele

RP
Hoje deixo-vos um artigo de Laura Almeida Azevedo. Talvez porque o Natal se aproxima e lembramos mais quem partiu, fisicamente, mas também aqueles que ainda cá estão mas nos magoaram e partiram de nós.  E sim, tem dias que ainda nos lembramos. A vida segue, a correria do dia a dia ajuda mas há dias que nos lembramos. Ou porque fizemos algo especial, ou porque vimos algo relacionado à pessoa ou apenas porque sim.
11.11.18

Tempo de Outono

RP
É tempo de Outono. Olho para a janela e vejo as folhas caírem. Esta estação é tão bonita com as suas cores douradas, vermelho e castanho. É poesia em forma de imagem para quem dedicar um minuto do seu tempo a ver com atenção. É tempo de aconchego. Pede mantas e chás (ou chocolate quente). Pede livros e filmes no sofá. Pede abraços. Pede um ombro para repousarmos a cabeça enquanto se ouve a chuva lá fora. Pede calor da lareira ou do nosso amigo de quatro patas para nos (...)
02.09.18

(Re)começos

RP
Setembro começou ontem. O mês de recomeçar. O mês do regresso.  Deixo-vos a minha crónica da Bird Magazine, da semana que hoje termina, que fala exatamente do mês de Setembro e acima de tudo de recomeços.   "Setembro está aí… O mês dos recomeços, do regresso às aulas, do regresso ao trabalho, do regresso à rotina. O mês de deixar o Verão e começar a dedicar-nos ao resto do ano que está a passar a (...)