Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

22.01.21

Livros do isolamento#11

RP
"A máquina de fazer espanhóis é um dos mais importantes romances contemporâneos. Surpreendente retrato da vida dos velhos, este livro fala intimamente dos fantasmas da portugalidade e da candura que, afinal, existe mesmo nos momentos mais tristes." É, até agora, o meu livro favorito do Valter Hugo Mãe. Fala, sem deixar de ter humor, da triste realidade dos idosos que, por solidão ou abandono dos familiares, acabam por ir parar aos lares. Dos laços de amizade que se criam nesta (...)
20.01.21

Livros do isolamento#10

RP
"Emocionante, sensual e doce, um romance a duas vozes tremendamente intenso - capaz de fazer o leitor perceber, profundamente, qual é afinal o poder do amor. Estarão todos à altura de o sentir?" Numa espécie de diário escrito a duas vozes, mais o Pedro mas também a Bárbara, vamos lendo o dia-a-dia de uma relação. Os dias bons e também os maus porque os amores eternos não são sempre bons. Mais um livro perfeito para os leitores mais românticos. Não é bem o meu caso mas... (...)
18.01.21

Livros do Isolamento#9

RP
"Crisóstomo, um pescador solitário, ao chegar aos quarenta anos de idade, decide fazer o seu próprio destino. Inventa uma família, como se o amor fosse sobretudo a vontade de amar." Valter Hugo foi o meu escritor do isolamento. Em 12 livros, 3 foram dele. Já gostei mais deste. Achei que ao seu jeito único, original e nada consensual  o escritor demonstra que ainda há pessoas boas no meio da humanidade, que a família pode ser feita pelo amor e não pelo sangue e que ser diferente (...)
16.01.21

Livros do Isolamento#8

RP
"Quando menos esperamos a vida traz-nos aquilo que tentamos rejeitar. Como era possível Beatriz ter-se apaixonado, sem querer, por Leonardo? A primeira impressão que teve dele foi a pior possível. Era um jovem rico, mal-educado e mimado. Tudo o que mais desprezava em alguém. No entanto, o avô de Leonardo, um homem sábio e profundo conhecedor da vida, viria a aproximá-los." Foi o primeiro livro que li do Raul Minh'alma.  Confesso que não sou grande fã de histórias de amor de (...)
14.01.21

Livros do Isolamento#7

RP
"Delicadíssima história de uma criança em torno da ansiedade por uma resposta de Deus. Retrato de um Portugal recôndito ao tempo da Revolução dos Cravos que nos conta como em lugares pequenos as ideias maiores são relativamente intemporais e o que acontece ignora largamente o tempo exacto do mundo." Valter Hugo Mãe é um autor que ou se gosta ou não se gosta mesmo nada. Até hoje só tinha lido "A Desumanização", que gostei. Este foi mais ou menos.  Tenho que dar a mão à (...)
12.01.21

Livros do Isolamento#6

RP
"Esta é a odisseia que Almeida Garrett fez pelas terras do seu país. Aí visitou as ruas e os cafés, as igrejas e os túmulos, ouvindo pelo caminho uma história de amor em tempos de guerra, vivida por Carlos, que luta pelos liberais, e sua prima, Joaninha, a menina dos rouxinóis. Neste impressionante relato sem igual na história da literatura portuguesa, o autor não deixa dúvida sobre os seus intentos: «protesto que de quanto vir e ouvir, de quanto eu pensar e sentir se há-de (...)
10.01.21

Livros do Isolamento#5

RP
"Este livro é uma "viagem" a cidades que possuem vínculo com a grande família Resende. Começa pelo norte Portugal, onde surgiram os Resendes, que emigraram para a Ilha de Santa Maria no arquipélago dos Açores. De lá, um Resende embarcou para Lagoa Dourada (Minas Gerais, Brasil) onde constituiu família, expandindo-se para Resende Costa e outras regiões do território brasileiro, assim como para a Cidade de Praia (Cabo Verde, África) e Cabanas de Viriato/Carregal do Sal (...)
08.01.21

Livros do Isolamento#4

RP
"Um jornalista nova-iorquino recebe a notícia da morte do seu amigo, deixando-lhe um manuscrito inacabado. Chama-me Brooklyn é uma história de amor, amizade e solidão, a crónica de um itinerário de vida, em que os narradores vão dando forma a um romance que é um canto ao mistério e ao poder da palavra escrita, surpreendendo e fascinando o leitor a cada página." "Chama-me Brooklyn" de Eduardo Lago, foi um dos livros que mais me custou a ler nestes dias. Não consegui achar o (...)
06.01.21

Livros do Isolamento#3

RP
"De novo em Hadley Green após quinze anos, o jovem Tobin Scott, agora Lorde Eberlin, tem apenas um objetivo em mente: vingar a morte do pai, acusado injustamente de roubar as joias fabulosas dos Ashwood. Mas quando se vê do outro lado da rua em relação ao objeto do seu ressentimento, o plano pacientemente preparado toma um rumo surpreendente. Lily Boudine, condessa de Ashwood, já não é a menina que ele recordava, é uma bela mulher que está a fazer o possível por restituir à (...)
04.01.21

Livros do Isolamento#2

RP
"Os olhos azuis vidrados, o belo rosto, inerte, coberto de cintilantes grãos de areia. Os lábios entreabertos, como que para libertar um último suspiro. Quem é a bela rapariga encontrada ao amanhecer numa praia deserta? Qual é o seu segredo? A agente especial Tess Winnett, do FBI, procura incessantemente respostas. A cada passo, a cada nova descoberta, desvenda factos perturbadores que conduzem à mesma conclusão: aquela não foi a única vítima. O assassino que procuram já matou antes. Esc (...)