Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

As Taras Da Lina

Geminiana de signo. Nascida à beira-mar e a viver nas montanhas. Gosto de viajar pelo mundo, pelos livros e pelo cinema. Licenciada em Comunicação. Dona de um pastor alemão. Convicta que a vida sabe sempre o que faz.

10.06.19

Vistas do escritório #10

RP
Já que hoje é dia de Portugal deixo um registo fotográfico de uma das minhas vistas de viagem de trabalho no mês passado. A nossa sempre linda Lisboa, e neste caso a zona de Belém.                                     
05.07.16

Vistas do escritório #4

RP
Olá, long time no see! A saga de trabalho itinerante continua. Desta vez as vistas foram dentro de Portugal mas não por isso menos bonitas. Lisboa, a nossa menina e moça, a ventosa Sintra e a minha querida Margem Sul. Já vos disse que adoro o meu trabalho? ;) Beijinhos e continuação de boa semana!  
06.07.15

Fins de semana a mil

RP
Gostava de poder dedicar mais tempo ao blog mas há alturas em que me é praticamente impossível. O que não é mau. Ando ocupada mas a fazer o que gosto. Em 3 dias que passaram a voar consegui organizar-me e aproveitar as obrigações profissionais como forma de lazer. Consegui voltar à minha terra, Leça da Palmeira, que tem cada vez mais encanto e à qual não me canso de regressar. Visitar Lisboa. A capital é bonita e a cada vez que lá vou descubro cantinhos novos cheios de (...)
03.01.14

Entrevista Daniel Oliveira

RP
Em Novembro passado estive na apresentação do livro "A Persistência da Memória" de Daniel Oliveira em Viseu. O enredo passado entre três locais, Lisboa, Nova Iorque e Rio de Janeiro dá-nos a conhecer a doença da personagem principal algo raro chamado de Síndrome de Memória Superior, ou seja, Camila é uma mulher que não se esquece de nada pelo que passou. Todos os sentimentos negativos ou positivos estão-lhe cravados na memória como se os vivesse pela primeira vez. No fim da (...)